Publicado em: terça-feira, 05/07/2011

Navio francês consegue partir da Grécia rumo à Gaza

Navio francês consegue despistar vigilância grega e está a caminho de Gaza para prestar ajuda aos cidadãos que estão presos no local. Israel proibiu que navios de outras nações se dirigissem à região para interferir na situação e ameaçou usar armamentos de fogo para atacar aqueles que se aproximassem. O governo grego também proibiu que os navios no porto de Pireu saíssem do seu território rumo à Gaza.

Agora, o navio se encontra em águas internacionais e conta com oito pessoas a bordo. O motivo para que ele conseguisse sair da Grécia foi por não estar registrado e também não saiu do porto bloqueado pelo governo. Assim, partindo de outra referência, o navio chamado “Dignité Al Karama” conseguiu burlar a vigilância e começa a missão do grupo auto intitulado “Um barco francês para Gaza”. A tripulação pode estar levando alimentos e e combustível para a população de Gaza.

A tripulação francesa não é a primeira a tentar seguir em direção à Gaza, mas é a primeira que consegue passar pela região da Grécia. Uma flotilha canadense também tentou prestar socorro aos cidadãos de Gaza, mas foram interceptados pelos gregos. O navio do Canadá transportava alimentos e ativistas pró-Palestina estavam na embarcação.

O motivo para a Grécia se mostrar contrária à partida de navios do seu território em direção à gaza é por medidas de segurança. Outro grupo de ativistas tentou chegar à região no ano passado, mas foi atacado por forças de Israel e nove pessoas foram mortas no atentado. Por isso, o Ministério das Relações Exteriores ofereceu formalmente para levar ajuda aos cidadãos de Gaza.