Publicado em: quinta-feira, 08/09/2011

NASA envia sondas gêmeas para descobrir composição da Lua

A agência espacial americana NASA lançou nesta quinta-feira (07) pela manhã as sondas gêmeas GRAIL para identificar o campo gravitacional da Lua. As duas naves vão circular o satélite para medir as variações na gravidade da Lua. Com a captação das informações, a NASA poderá descobrir do que a Lua é composta, desde a sua superfície até o seu interior. Outra possível informação pode ser a respeito da formação dos planetas rochosos do Sistema Solar.

A missão, batizada de GRAIL, conta com as sondas GRAIL-A e GRAIL-B, foi lançada na quinta-feira, mas a previsão de chegada ao destino é para o ano de 2012. O foguete escolhido para enviar as sondas à órbita da Lua, o Delta II, é menos potente, o que vai custar o período de três a quatro meses para que as sondas cheguem ao destino previsto. Para fazer uma comparação, os astronautas do Apollo chegaram à Lua em três dias quando transportados pelo foguete Saturn V.

A justificativa para usar um foguete menos potente no transporte é a diferença no custo da missão, sendo que o foguete menos potente permite que o gasto seja de 496 milhões de dólares, cifra considerada baixa para uma missão espacial.

De acordo com as informações da NASA, o Delta II nunca sofreu nenhum acidente, sendo que todos os seus lançamentos foram perfeitos. No total, o foguete realizou 48 missões. Depois de uma hora do lançamento as sondas vão se separar e seguirem individualmente ao destino final. Quando se aproximarem da órbita lunar, as sondas precisam diminuir a velocidade para garantir o sucesso da operação.