Publicado em: terça-feira, 05/07/2011

NASA aposenta última nave no dia 08

Com 30 anos de serviço, o último ônibus espacial da NASA, a Atlantis, será aposentado após sua jornada final no dia oito de julho. Desde o início do ano a instituição tem transferido as naves para o museu espacial, sendo que só restou esta em atividade para a NASA. Agora, a responsável americana pelas viagens espaciais começa a planejar como dar continuidade aos seus projetos sem possuir mais nenhuma nave de sua responsabilidade.

Originalmente, a intenção do programa era se desenvolver o suficiente para permitir a viagem espacial a todos. Como isso não foi concluído, os envolvidos consideram que o trabalho conta com mais fracassos do que sucessos. Por completar 50 anos de existência da NASA, mais da metade da duração da instituição foi voltada para atingir esse objetivo. Agora, todas as naves se aposentam sem nem chegarem perto do sonho de tornar a viagem espacial como algo do cotidiano.

Em entrevista concedida à Associated France Press (AFP), o assessor externo da Casa Branca e ex-chefe do Instituto de Política Espacial da Universidade George Washington, John Logsdon, afirma que o mais importante do programa foi ter provado que os astronautas tem capacidade de conseguitem fazer coisas úteis no espaço. Ainda, o assessor afirma que o desempenho do programa foi irregular.

A ideia pela qual a NASA surgiu foi lançada pelo então presidente Richard Nixon, em 1972. Naquela época, o sonho era transformar a viagem espacial em um transporte acessível, que pudesse ser controlado por uma pessoa comum, sem a necessidade de uma equipe altamente preparada. Além disso, a NASA não conseguiu reduzir os custos da produção dos ônibus e das viagens.