Publicado em: terça-feira, 15/04/2014

“Nada vai destruir a Petrobras”, afirma Dilma

“Nada vai destruir a Petrobras”, afirma DilmaDurante uma visita à cidade pernambucana de Ipojuca na última segunda-feira (4), a presidente Dilma Rousseff reiterou que não aceitará que tentem denegrir a imagem da Petrobras, criticando as chamadas “propagandas negativas”, que, de acordo com a presidente, vem sendo realizadas pela mídia.

Durante o discurso, Dilma chamou os funcionários da Petrobras de vencedores e que eles são membros de uma empresa importantíssima e por mais que tentem derrubar a estatal brasileira, as pessoas sabem que a empresa petroleira é a maior do Brasil, e a importância disto deve-se ao trabalho árduo de cada trabalhador.

A Petrobras vem sofrendo duras críticas e inclusive, houve o pedido de criação de uma CPI referente aos negócios que, segundo denúncias, são ilegais. Apesar disso, Dilma alegou que a estatal foi investigada pela Controladoria Geral da União e também pela Polícia Federal, e que todas as denúncias são infundadas, pois não foi comprovada nenhuma irregularidade.

Sem mencionar nomes, a presidente disse que há pessoas que há anos tentam destruir a estatal brasileira e que esta não é a primeira vez que algo como isso acontece. “O Governo Federal está comprometido a comprovar que não foi realizado nenhum ato comprometedor e sorrateiro nas negociações da Petrobras”, afirma.

Dilma afirma que nos 11 anos de gestão petista, o lucro da Petrobras cresceu e uma empresa que em 2003 valia R$ 15,5 bilhões, está avaliada em R$ 98 bilhões. A presidente alega que outro dado a se comemorar é o lucro líquido, o qual foi triplicado nesse período. Fazendo uma menção ao governo de Fernando Henrique Cardoso, Roussef afirmou que até o ex-presidente Lula assumir, havia uma tentativa de querer privatizar a Estatal, mas que não ocorreu. “Chegaram a querer mudar o nome da empresa para Petrobrax para facilitar a venda, uma atitude de acabar com a identidade da Petrobras, a qual o sufixo ‘Bras’ é de Brasil”, afirma.