Publicado em: terça-feira, 04/02/2014

Mutirão faz a reforma do estádio do Santa Cruz

Mutirão faz a reforma do estádio do Santa CruzHá três meses, o engenheiro Paulo Pedro da Silva vai diariamente ao estádio do Arruda, casa do Santa Cruz, em Recife. Paulo, que é funcionário da Caixa Econômica Federal, não vai ao Arrudão apenas para acompanhar as partidas do Santa Cruz. O engenheiro é o responsável pela Fundação Amigos do Arruda, mutirão criado a partir do Facebook, que tem como objetivo promover a recuperação do estádio por conta própria.

Ações

O grupo promove uma série de ações que têm como objetivo restaurar a fachada, a calçada e a pintura do estádio, além de instalar novos letreiros e recuperar a estrutura do local. O serviço é todo feito pelos próprios torcedores. Alguns deles ajudam com doações em dinheiro ou materiais de construção. Outros se responsabilizam por colocar a mão na massa. Nas reuniões da Fundação Amigos do Arruda, é possível encontrar desde jovens até aposentados.

Todo o trabalho é realizado sem nenhuma remuneração. Um dos principais auxiliares de Paulo Pedro é Saulo Andrade, que tem um restaurante no clube. De acordo com Saulo, atualmente, não é possível contar quantos voluntários o Amigos do Arruda possui.

As ações do mutirão já começam a dar resultados concretos. Recentemente, o grupo conseguiu instalar um painel com quase 15 metros, que teve R$10 mil de custos. Cada uma dos membros doou R$20 para ter sua imagem incluída no painel.

O grupo tem todo o apoio da diretoria do Santa Cruz, que já afirmou que, se não fosse o Amigos do Arruda, não teria condições de promover melhorias no estádio do clube por conta própria. O grupo tem, agora, um objetivo ainda mais ambicioso: construir um centro de treinamentos para o Santa Cruz, na cidade de Camaragibe.

Time do povo

A alcunha “time do povo” é utilizada por muitas equipes. Contudo, no caso do Santa Cruz, a expressão faz todo sentido. Fundado em 3 de fevereiro de 1914, a equipe foi uma das primeiras do país a aceitar jogadores negros em seu elenco. Na época da fundação do Santa Cruz, o futebol ainda era considerado um esporte elitista, praticado principalmente por ingleses que possuíam altos cargos em companhias da época.

Ao longo das décadas, o Santa Cruz sobreviveu graças à ajuda de particulares, principalmente dirigentes do clube, que investiam dinheiro de seus próprios bolsos para a aquisição de equipamentos ou locação de espaços.

O Santinha chega a seu centenário com 27 títulos pernambucanos no currículo, além de outras conquistas estaduais como Copa Pernambuco, Torneio Início de Pernambuco e Super Campeonato Pernambucano. Em termos nacionais, a maior conquista do clube foi o título do Brasileirão da Série C, em 2013. O último ano marcou também a conquista do terceiro campeonato estadual em sequência.

Em 2011, o Santa Cruz chamou a atenção no cenário nacional pela mais alta média de público do país, mesmo quando levadas em conta as divisões principais do futebol nacional. Naquele ano, a média de público da equipe – que disputava a Série D do Brasileirão – foi de quase quarenta mil torcedores por jogo.