Publicado em: segunda-feira, 11/06/2012

Museu do Holocausto é pichado em Jerusalém

Nesta segunda-feira (11), os muros do memorial do Holocausto, localizado em Jerusalém no Yad Vashem, foram pichados com frases antissionistas e pró-nazistas. De acordo com o porta-voz da polícia local, Micky Rosenfeld, em entrevista, os agentes israelenses já estão investigando o caso e qualquer pista encontrada será levada em consideração.

A direção do museu do Holocausto, no entanto, afirmou que a pichação pode ter sido feita por extremistas “judeus ultraortodoxos antissionistas”. Este grupo possui poucos adeptos, mas é bastante ativo em algumas partes e bairros de Jerusalém.

Grupo minoritário

Este minoritário grupo, composto por várias famílias que acreditam que o Holocausto é utilizado para uma justificativa para a criação do Estado de Israel, algo que rejeitam os extremistas. De acordo com os radicais, a criação deste estado, para os judeus, só pode ser concretizada depois que o Messias chegar.

Entre as pichações feitas no muro do memorial, está a frase “Obrigado, Hitler, por esta maravilhosa Shoah, é apenas graças a você que conseguimos um Estado da ONU”. A citação se refere a criação do Estado no ano de 1948, depois da II Guerra Mundial. O museu do Holocausto foi criado em homenagem as seis milhões de pessoas judias que morreram devido aos crimes nazistas.