Publicado em: segunda-feira, 18/07/2011

Murdoch pede desculpas em jornais britânicos pelo caso dos grampos

Conforme foi anunciado em comunicado oficial emitido por James Murdoch em nome da empresa News International, braço da News Corp. no Inglaterra, o magnata australiano Rupert Murdoch publicou nas páginas dos jornais em circulação nesse sábado (16) um pedido de desculpas aos leitores britânicos pelo caso dos grampos telefônicos. O jornal que usou métodos ilegais para conseguir informações foi o News Of The World, que teve sua última publicação no final de semana passado.

O comunicado emitido nos jornais britânicos contava com um grande We are sorry (Nós pedimos desculpas) no topo da página em branco. Em seguida, o texto, assinado pelo próprio Murdoch diz que “eu [Rupert Murdoch] entendo que simplesmente pedir desculpas não é suficiente. Nosso negócio foi baseado na ideia de que uma imprensa livre e aberta deveria ser uma força positiva na sociedade. Nós temos de cumprir essas expectativas.” Além disso, Murdoch reconhece que deveria ter agido com mais agilidade para resolver as questões pendentes.

Somente na sexta-feira (15) dois grandes nomes da empresa pediram suas demissões dos seus cargos. A executiva-chefe da News International, Rebekah Brooks, não aguentou a pressão política que surgiu no Reino Unido e entregou sua demissão na sexta-feira logo cedo. Seguindo sua iniciativa, o executivo da News Corp., que atualmente ocupava o cargo nos Estados Unidos, entregou sua demissão um pouco mais tarde do mesmo dia.

Ambos trabalharam no NOTW durante o período em que o tabloide está sendo acusado de ter realizado grampos telefônicos. Porém, os dois defendem que não tinham conhecimento da prática ilegal dos repórteres.