Publicado em: sexta-feira, 08/07/2011

Mundial Sub 17 – Uruguai 3 x 0 Brasil

Se para os brasileiros a disputa por uma vaga na decisão do Mundial Sub 17, nesta quinta-feira dia 7 de julho, seria a repetição da partida da Copa de 1970, em que o Brasil de Pelé eliminou o forte Uruguai na mesma cidade de Guadalajara antes do tri mundial, para os uruguaios acabou sendo simplesmente a revanche 31 anos depois. Sobrou para os meninos do Brasil a chance de disputar o terceiro lugar contra a Alemanha, no domingo.

O grande nome da equipe do técnico Émerson Ávila era Adryan, jogador da base flamenguista que contabilizava três gols no torneio em solo mexicano. No entanto, na emocionante disputa de quartas de final em que chegou a marcar um golaço, o camisa 10 do Brasil levou o cartão amarelo e não entrou em campo para pegar o Uruguai.

O pesadelo brasileiro começou após o arqueiro Charles espalmar um chute de longa distância para dentro da área e derrubar o uruguaio Aguirre… pênalti. Alvarez cobrou no meio da meta e tirou Charles da foto, 1 a 0 Celeste. Mesmo desfalcado o Brasil fazia por merecer o empate. Em chances criadas pela dupla da base do São Paulo, Lucas Piazon e Ademilson, a equipe brasileira se aproximou do empate por diversas vezes. Quem segurava tudo era o goleiro uruguaio Cubero, em excelente atuação.

O segundo tempo começou igual, com o ataque verde amarelo obrigando Cubero a salvar os uruguaios. Mesmo pressionando, foi o Brasil quem tomou outro gol aos 28 minutos. San Martin viu a bola cair em seus pés com total liberdade depois da jogada de Mendez, era o 2 a 0. O próprio Mendez colocou um ponto final nos acréscimos, quando a esperança já era nula para o Brasil. Agora o Uruguai se prepara para decidir o título contra o anfitrião México, domingo às 20h.