Publicado em: sábado, 28/12/2013

Mulheres negras têm mais obstáculos em perder medidas

Mulheres negras têm mais obstáculos em perder medidasA faixa etária, o metabolismo e até mesmo a genética podem induzir a responsabilidade pela ausência de triunfo ao tentar perder quilos. Apesar disso, conforme com uma recente análise efetuada pela University of Pittsburgh School of Medicine, a raça ainda pode influir no procedimento da redução de peso. Os dados são do Daily Mail. De acordo com os cientistas, as mulheres afro-americanas necessitam alimentar-se com menos calorias e fazer mais treinamentos para extinguir a igual contagem de peso que as caucasianas, e os estudiosos creem que isso ocorre porque elas apresentam um metabolismo mais devagar.

Testes anteriores já assinalavam que as negras não submergiam tantos quilos quanto às brancas no decorrer de um regime, contudo, com este novo levantamento, os especialistas asseguram que as afro-americanas suprimem, em média, 3 quilos a menos do que as caucasianas, mesmo adotando igual dieta.

Para chegar a esta implicação, os cientistas consideraram a agitação de peso, o gasto de potência, as velocidades físicas e o consumo de calorias de 39 afro-americanas e 66 caucasianas, todas adiposas e participantes de um projeto de redução de peso com estabilidade de seis meses. As negras adotaram as normas da dieta corretamente, porém foi examinado que submergiram, em média, 3 quilos a menos do que as brancas.

Para James DeLany, professor da divisão de endocrinologia e metabolismo da Pitt School of Medicine foram receitadas quantas calorias são toleradas e que quantidade atividade física é indispensável no decorrer uma ingerência de redução de peso fundamentado no argumento de que as pessoas do mesmo peso têm cadências de metabolismo análogas.

Contudo ele ressaltou que se levarem em conta que o ritmo do metabolismo das afro-americanas é mais pausado, elas deveriam diminuir o dígito de calorias que engolem ou se praticar mais para eliminar a mesma quantia de quilos que as caucasianas.