Publicado em: quarta-feira, 26/10/2011

Mulher suspeita de torturar o filho é presa no Rio

Torturar as pessoas é uma prática terrível na sociedade. Muito antigamente, este tipo de situação era vista como normal. A exemplo disso existiu a ditadura militar, quando a tortura era utilizada para que as pessoas confessem algo que os militares achassem que fosse errado, ou até mesmo dizer onde estavam as pessoas procuradas. Torturar crianças então é algo que a sociedade condena ainda mais.

Na madrugada desta quarta-feira, dia 26 de outubro, uma mulher foi presa suspeita de tortura. Ela teria torturado seu filho, um menino de nove anos, o que causou uma ferida próximo ao olho. A mulher teria queimado a criança com uma mulher quente nesta região. O crime aconteceu em Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Segundo informações da polícia local, a família reside em um conjunto habitacional de Realengo. A criança estuda em uma escola pública do bairro. Foram os próprios funcionários da unidade que notaram o rosto machucado do menino, e decidiram então acionar a polícia.

De acordo com Rafael Stanbowski, delegado da 33ª DP (Realengo) que está investigando a situação, a mulher parecia estar arrependida de ter praticado a tortura na criança e nem mesmo reagiu à prisão. A suspeita irá responder pelo crime de tortura. Já o menino ficará sob a guarda da avó.