Publicado em: quarta-feira, 11/04/2012

Mulher finge ter leucemia para ter o “casamento dos sonhos”

Nesta terça-feira (10), a promotoria de Nova York, nos Estados Unidos, indiciou Jessica Vega, de 25 anos, por roubo e fraude. A mulher inventou que estava morrendo em decorrência de uma leucemia para poder ter um “casamento dos sonhos”. O promotor Eric Scheiderman afirmou que a norte-americana se aproveitou “dos corações e mentes da comunidade e lucrou com a generosidade alheia”.

Michel O’Connel, em setembro de 2010, fez uma denuncia contra Jessica Veja, que agora é sua ex-mulher, afirmando que ela mentiu ter leucemia para convencê-lo a se casar com ela, além de fazer com que desconhecidos pagassem pela cerimônia e também pela lua-de-mel do casal. Os moradores de Newburgh, próximo a Nova York, se comoveram com a história, que virou notícia até mesmo no jornal local “Times Herald-Record”.

Lucros da mentira

Comovidos com a história contada pela norte-americana, estranhos e conhecidos conseguiram doações para a festa. O casal ganhou o vestido de noiva, desconto no salão de festas e no bar, as alianças, maquiagem e penteados não apenas para a noiva como também para as sete damas de honra, e passagens e hotel para passarem a lua-de-mel no Caribe, além de dinheiro para aproveitar a viagem.

A norte-americana disse ao jornal local que talvez o diagnóstico que recebeu dos médicos estava errado. O’Connell afirmou que quer a verdade e, se isso significar que a ex-mulher tenha que ir para a cadeira, ela deve pagar pelo que fez. A máxima sentença que pode ser dada para os crimes de Jessica Veja é de quatro anos e meio de prisão.