Publicado em: terça-feira, 09/08/2011

Muito tempo conectado ao Facebook pode tornar jovens narcisistas

Jovens que ficam muitas horas usando a rede social Facebook podem apresentar comportamentos narcisistas, segundo uma pesquisa coordenada por Larry D. Rosen, professor da Universidade do Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, além do narcisismo outras desordens psicológicas como comportamento antisocial, maníaco e até depressão podem aparecer em jovens que fazem uso exacerbado do Facebook.

O professor também disse em uma palestra da 119ª Convenção Anual da Associação Americana de Psicologia que as distrações e jogos oferecidos pela rede social, criada por Mark Zuckerberg, podem afetar o aprendizado dos jovens, o que acarretaria em notas abaixo da média, prejudicando assim o estudo. No entanto, Rosen fala que os estudos sobre as alterações causadas pela rede social somente agora começam a apresentar resultados mais sólidos sobre as alterações de comportamento desses jovens.

Mesmo que, de acordo com as pesquisas, aqueles alunos que acessam o Facebook por 15 minutos durante o período de estudo podem ter notas mais baixas que a média, outros estudiosos dizem que as interações que acontecem na rede social podem ser um benefício para aqueles jovens que são tímidos ou ansiosos, pois através do Facebook ficam protegidos do julgamento dos demais, pois não ficam expostos como nas relações não virtuais. Mostrando assim maior empatia virtual, o que pode fazer que demonstrem maior empatia também no mundo real.

O professor ainda fala que os pais devem evitar o monitoramento excessivo aos filhos durante o uso do computador. Que os pais não devem espionar e sim dialogar desde a infância, debatendo o uso seguro da internet.