Publicado em: quinta-feira, 15/08/2013

Motoboy confessa crime em São Paulo

Motoboy confessa crime em São PauloSandro Dota, motoboy que estava sendo acusado de estuprar e matar a cunhada em 2011, em São Paulo, confessou ser o autor do crime.

Bianca Consolli foi encontrada morta dentro da casa onde morava com os pais. A menina, na época com 19 anos, morava na zona leste da capital paulista.

Por meio de uma carta que foi mandada para a Justiça, o motoboy confirma que realmente matou Bianca. Mas negou que tenha estuprado a jovem, assim como afirma o Ministério Público.

De acordo com as informações fornecidas para a imprensa, a carta foi escrita por Marcelo no dia 2 de Agosto. Ele está preso na penitenciária de Tremembé, que fica a cerca de 150 quilômetros da capital paulista. O motoboy teria confessado o crime para os seus advogados, que o orientaram a encaminhar uma carta a Justiça fazendo a confissão do crime.

Redução da pena

Com isso, Sandro poderá ter uma redução no seu tempo de prisão, que ainda não foi definido pela Justiça. Isso deverá acontecer no próximo dia 16 de setembro, quando o julgamento do caso erá retomado pela justiça. De acordo com o representante do réu, ele não foi preso em flagrante. No entanto, com a confissão dele, o juri pode ter mais segurança na hora de definir a sua pena.

O julgamento de Sandro, que começou a acontecer no último dia 23 de julho, foi suspenso porque na época o motoboy alegou que não confiava no seu advogado e queria que ele fosse retirado do caso.

Bianca foi encontrada morta em sua casa na noite de 13 de setembro de 2011. Ela estava sozinha em casa no momento do crime, já que seus pais estavam trabalhando. Ela foi encontrada com um saco plástico na cabeça e com sinais de enforcamento.