Publicado em: quinta-feira, 15/03/2012

Morre professor da USP atropelado em SP

Na noite desta quarta-feira (14), morreu o professor César Ades, da Universidade de São Paulo (USP), que foi atropelado na semana passada, de acordo com informações da assessoria de imprensa da USP. Ades era considerado um dos principais especialistas em etologia no Brasil. A disciplina estuda o comportamento dos animais. O professor tinha 69 anos.

O velório foi realizado na Cidade Universitária da USP nesta quinta-feira e o enterro foi feito em Embu/SP. Em luto, o Instituto de Psicologia (IP) da universidade não teve aulas nesta quinta. O professor Ades era nascido no Egito e se naturalizou brasileiro, conseguindo a formação em Psicologia em 1965 e conquistado o título de livre-docente pela USP no início da década de 1990.

Ades foi diretor do IP e do Instituto de Estudos Avançados da USP, além de ter fundado a Sociedade Brasileira de Etologia (Sbet). O professor também foi membro do Conselho Internacional de Etologia e fundou a Revista de Etologia, sendo um dos membros da Academia Paulista de Psicologia.

O professor trabalhava em diversas linhas de pesquisa e com diferentes animais, indo de macacos a aranhas. Suas maiores contribuições para a ciência estavam na área de comunicação entre os animais. Um dos trabalhos de maior destaque de Ades é um estudo em que ele faz a descrição da dança do acasalamento do porquinho-da-índia. Um outro estudo importante na bibliografia de Ades descreveu como se comporta o maior macaco brasileiro, o muriqui.