Publicado em: segunda-feira, 19/12/2011

Morre Kim Jong-il, líder da Coreia de Norte, aos 68 anos

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-il, faleceu no último sábado, dia 17 de dezembro, aos 68 anos, de infarto. Porém, sua morte foi divulgada apenas nesta segunda-feira. Ele comandou a única dinastia comunista hereditária de todo o mundo por 17 anos. Neste período, tornou a Coreia do Norte uma ameaça nuclear.

As aparições públicas do ditador foram pouco desde que ele sofreu uma apoplexia, em agosto de 2008. Sempre que se apresentava ao público, parecia estar cada vez mais cansado e frágil, apesar de estar trajando o tradicional uniforme militar e óculos de sol, como de costume.

O seu pai, Kim II-sung, foi o fundador do país, e é considerado como o “presidente eterno” e “grande líder”. Já Kim Jong-il é visto pela população local como o “amado líder”. Durante todo o seu mandato, governou a Coreia do Norte com mãos de ferro e um consistente sistema de propaganda, muito apreciado por este tipo de governo.

A apoplexia sofrida por Kim Jong-il causou visíveis sequelas no líder e isso se somou aos problemas cardíacos e diabetes. Porém, seus problemas de saúde não impediram que ele fizesse duas longas viagens neste ano, uma para a Rússia e a outra para Pequim. Kim Jong-un, filho do líder, é o indicado para liderar o país e continuar o regime comunista.