Publicado em: quarta-feira, 18/03/2015

MIT aprova número recorde de estudantes brasileiros este ano

Este ano, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, aprovou um número recorde de estudantes brasileiros. O MIT é uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior em todo o mundo. A informação sobre o número recorde de aprovados foi confirmada pelos representantes do MIT no Brasil. No total, foram quatro alunos que já tiveram aprovados os seus pedidos de aplicação, enquanto outros quatro agora aguardam na lista de espera. Até então, o melhor desempenho do Brasil havia sido registrado em 2013, quando além dos quatro aprovados, haviam também três brasileiros na lista de espera. Desde sábado, o resultado bem sendo comemorado pelos brasileiros.

De acordo com a coordenadora do time de entrevistadores no Brasil, a doutora Elaine Lizeo, do MIT Educational Council, foram mais de 600 inscritos inicialmente interessados em realizar a graduação no MIT. Desse total, já foi um recorde de 115 candidatos que chegaram ao fim do processo de aplicação. Para a fase final de seleção, 17 excelentes candidatos do Brasil foram filtrados, mas somente quatro deles já estão aprovados e com a vaga garantida no MIT. O time de entrevistadores no Brasil é composto por ex-alunos da instituição, hoje já consultores, altos executivos e grandes empresários.MIT aprova número recorde de estudantes brasileiros este ano

Um dos aprovados deste ano é um estudante bolsista de um colégio em São Paulo, morador do bairro Capão Redondo. Além de Gustavo Torres da Silva, foram também aprovados os alunos Mateus Bezrutchka, de Taboão da Serra (SP), aluno do Colégio Etapa, Felipe Alex Hoffman, de Erechim (RS), que atualmente está no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP) e Allan dos Santos Costa, do Colégio COC de Bauru (SP). Agora, depois de aprovados, os estudantes brasileiros também aguardam a resposta da solicitação de bolsas de estudo, parciais e integrais, que realizaram ao MIT. Em média, o curso de graduação tem custo de US$ 65 mil por ano.

Na fila de espera, aguardando por algum desistência, estão os brasileiros: Chungmin Lee, da Escola Graduada de São Paulo, Samuel D. Gollob, da Escola Americana de Belo Horizonte, Felipe Pires, do Cefet-RJ e Matheus Carius Castro, do Colégio Farias Brito, de Fortaleza.