Publicado em: quarta-feira, 30/11/2011

Ministros europeus querem aumentar recursos disponíveis do FMI

Os ministros responsável pelas politicas economias na zona do Euro estão buscando formas para conseguir que o Fundo Monetário Internacional (FM) consigam aumentar seus recursos para oferecer pacotes de ajuda aos países europeus conseguem passar pela crise da dívida que preocupa a região, comentou nesta terça-feira o presidente do grupo de Ministros da Finanças da região (Eurogroup), Jean-Claude Juncker.

“Nós concordamos em explorar rapidamente um aumento dos recursos do FMI por meio de empréstimos bilaterais, seguindo o mandato da cúpula do G20 em Cannes, para que o FMI possa alcançar adequadamente o poder de fogo do novo Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF) e cooperar ainda mais estreitamente”, comentou Juncker.

Durante o dia, os ministros participaram de um encontro aonde concordaram com duas opções para conseguir aumentar o fundo responsável pelo FMI, que atualmente é de 440 bilhões de euro. Uma das formas seria usar o regime de seguros para os programas de coinvestimento.

“A União Europeia e todos os seus Estados membros (…) apoiam o aumento de recursos do FMI por meio de empréstimos bilaterais ou direitos de saque especiais”, afirmou o Comissário Europeu de Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, no final da reunião.

Quando foi questionado sobre quem seriam os responsável por oferecer os empréstimos e para que uso, Rehn disse que esta é uma das preocupações que vem ocupado o grupo mas que vem sendo organizados formas para conseguir este auxílio e que o FMI vem participante de consultas sore o tema.