Publicado em: sábado, 25/02/2012

Ministros de Finanças do G20 se reúnem no México

Neste final de semana, os ministros de Finanças e os governadores dos bancos centrais do G20 irão se reunir na Cidade do México a fim de analisarem a crise financeira mundial, faltando apenas uma semana para a conclusão europeia sobre negociações para o resgate financeiro da Grécia. O acordo na Europa pretende fazer pressão aos países, que representam 85% do PIB.

A subsecretária do Tesouro norte-americano, Lael Brainard, afirmou na quarta-feira que “a recuperação é frágil e vulnerável e o G20 deve permanecer ativo e alerta ante riscos potenciais”. Ela disse ainda que a crise europeia ainda é uma ameaça ao “crescimento global” e, consequentemente, na recuperação dos países. Lael Brainard informou que a reunião na Cidade do México irá servir para os países assumirem compromissos para alcançarem um “crescimento forte, sustentado e balanceado”.

Europa quer aumento dos recursos do FMI

A Europa vê nesta reunião uma oportunidade para um aumento de recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI) no auxílio a Eurozona em busca de uma solução para a crise. Para mostrar compromisso, os países da zona asseguraram que irão contribuir com 150 bilhões de euros em empréstimos bilaterais. Em troca disso, a Europa quer que os países emergentes participem da operação para captar recursos para enfrentarem o “contágio da crise” europeia.

O México, por sua vez, pretende lançar outro tema durante a reunião. O titular da unidade de planejamento econômico da Secretaria da Fazenda, Miguel Messmacher, afirmou que pretender discutir sobre a necessidade de que a “oferta de matéria-prima e energética seja de acordo com a demanda e com a economia sustentável”. Esta reunião é uma preparação para a reunião de Los Cabos, que acontece em junho.