Publicado em: segunda-feira, 17/10/2011

Ministro grego fala em “paciência” para superar crise

No sábado (15), o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, falou durante uma entrevista que é as demais econômicas da zona do euro precisam ser paciência com a Grécia. Segundo eles, os demais líderes estão enfurecidos apesar dos esforços que o país em fazendo para evitar a falência financeira.

Em sua fala, Papandreou comentou que o governo está buscando formas para evitar que sejam necessário declarar o calote, porém, vem encontrado dificuldades. “Gostaria muito de garantir a todos uma solução imediata, uma vida melhor hoje. Eu seria o homem mais feliz do mundo se eu pudesse fazer isso mas eu não posso e tenho o dever de ser honesto e dizer a verdade a cada cidadão grego”, disse o primeiro ministro.

Nesta semana, o parlamento da Grécia deve se reunir para discutir novas formas e medidas para conseguir evitar uma “catástrofe” .O primeiro ministro comentou que o país deve optar por fazer alguns cortes das remunerações e também nas pensões pagas a milhares de cidadão. Outra medida que pode ser adotada é a demissão de alguns tipos de serviços públicos.

Na última semana, os principais lideres sindicais do país decidiram que irão realizar uma greve com duração de 48 horas. A mobilização pretende parar os atendimentos da maior parte dos serviços. O movimento deve acontecer na próxima quarta-feira (19) e quinta-feira (20), mesmos dias que acontecem a reunião do parlamento.