Publicado em: quinta-feira, 06/10/2011

Ministro grego diz que situação econômica do país é “desesperadora”

Durante uma entrevista publicada nesta quinta-feira (6) por uma revista alemã, o ministro da Economia da Grécia, Michalis Chryssohoidis avaliou o atual momento do após como “bastante desesperadora”.

“Nossa situação é bastante desesperadora, porque reduzimos de forma sempre mais drástica a renda das pessoas. Os gregos vivem a situação atual de forma muito dolorosa”, afirmou o ministro. Chryssohoidis ainda comentou que não sabe quando o país poderá apresentar uma solução para a situação financeira.

“O governo (grego) está totalmente isolado com esta política de reformas. A oposição afirma que poderia renegociar nossas condições de crédito. E a esquerda radical quer abandonar a UE. Estamos sozinhos”, disse.

O ministro ainda declarou que o principal problema que a Grécia vem enfrentando é a insegurança que os mercados de especulação vem criando sobre a quase certa falência declarada do país. “Uma falência em um país da zona euro seria uma catástrofe porque teria um efeito dominó. Mas se for apenas por esta razão, não podemos decidir sozinhos sobre uma suspensão de pagamentos”, finalizou Chryssohoidis.