Publicado em: quarta-feira, 05/01/2011

Ministro defende salário mínimo de até R$540

O Ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, declarou na quarta-feira (5), que o reajuste do salário mínimo deve limitá-lo em até R$ 540.

Garibaldi Filho é um dos principais responsáveis pela negociação do reajuste, entre governo e o legislativo. O Executivo se nega a rever o valor do reajuste, fixado por medida provisória, enquanto que os deputados pedem pela revisão dos valores.

A principal preocupação de Garibaldi é chegar a um valor do salário mínimo que não cause impactos tão grandes nos cofres da Previdência Social. Por conta disso, Garibaldi afirmou que dificilmente o valor do salário mínimo ultrapasse a casa dos R$ 540.

Já os parlamentares, incluindo boa parte da bancada do PMDB, partido de Garibaldi, entende que é possível chegara a um valor maior. O Ministro ressaltou que a fixação do reajuste do salário mínimo deve ser tomada pela presidenta Dilma Rousseff.

p1