Publicado em: sábado, 03/03/2012

Ministro da Saúde responde às declarações do prefeito do Rio de Janeiro

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), respondeu na manhã desta sexta-feira (2) de maneira bastante pacificadora às declarações feitas na quinta-feira pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), sobre os resultados do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (Idsus). Padilha disse, durante coletiva, que a prefeitura do Rio tem feito o trabalho certo com os investimentos em Saúde. O ministro não se estendeu muito e procurou não exaltar os ânimos. A coletiva aconteceu depois de uma visita ao Hospital da Restauração, a maior unidade de saúde do Recife (PE),

Na quinta-feira, durante entrevista, Paes pareceu estar irritado com o ministro da saúde e com o resultado do Idsus. O Rio de Janeiro ficou com a nota 4,35 (de um índice de 0 a 10) e foi classificado com o pior serviço público de saúde entre as capitais. Paes disse que a divulgação do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (Idsus) foi feita de maneira irresponsável e também chamou o ministro da saúde de incompetente por não usar os números de 2011 na contabilização do índice. Segundo Paes, os dados que o Ministério da Saúde divulgou são dados mentirosos, pois o levantamento não levou em consideração os dados referentes a 2011 quando o governo passou a investir mais nesta área.

Antes de responder às afirmações do prefeito Eduardo Paes, o ministro Alexandre Padilha falou sobre o Idsus e fez uma pequena explicação sobre a necessidade de usar dados de vários anos para se chegar ao índice final. Segundo Padilha, o Idsus é uma fotografia dos anos de 2008 a 2010 e isso será muito útil para pensar novas políticas na área da saúde pública. Depois de fazer essas ponderações, Padilha disse que se o governo observasse apenas os investimento que o prefeito do Rio de Janeiro realizou em 2011, a cidade atingiria a média nacional, se aproximando das outras capitais que também participaram da avaliação do grupo 1.