Publicado em: terça-feira, 29/07/2014

Ministro da Saúde declara que tudo será colocado a limpo em relação às finanças da Santa Casa de São Paulo

Ministro da Saúde declara que tudo será colocado a limpo em relação às finanças da Santa Casa de São PauloApós o fechamento do pronto socorro da Santa Casa de São Paulo ter sido fechado na semana passada, por um período de trinta horas, o Ministro da Saúde, Arthur Chioro diz que a auditoria que será aberta para investigação das finanças da Santa Casa, não deverá proceder a investigação somente na parte de despesas, segundo o Ministro se faz necessário também analisar para onde esses recursos foram direcionados.

O Pronto Socorro da entidade filantrópica teve o atendimento suspenso por falta de materiais, no momento em que foi tomada a decisão de interromper os atendimentos, foi repassada ao ministério da Saúde pela Secretaria de Saúde de São Paulo, uma planilha onde continham os repasses que forma feitos para a Santa Casa, nesta relação que lhe foi entregue o Ministério identificou um desfalque de R$ 72 milhões.

Segundo Arthur Chioro o Governo de São Paulo tem de apresentar uma explicação sobre o ocorrido, caso essa atitude não seja tomada o ministério irá solicitar que haja a devolução de tais recursos, para o Governo do Estado de São Paulo, Arthur Chioro está comentendo um equívoco.

Em uma entrevista recente, o ministro da saúde declarou que é hipócrita dizer que as Santas Casas estão passando por dificuldades, por conta do não reajuste nos valores dos procedimentos, segundo ele essa tabela foi modificada 37 vezes no decorrer de sete anos e que esta tem representatividade de metade de todos os recursos que as Santas Casas recebem da pasta.

Quando indagado sobre o comunicado emitido pelo Governo Paulista, em que este dizia que o valor de R$ 72 milhões não teria sido repassado, Arthur declarou que essa resposta é informal para o ministério, já que se trata de um comunicado emitido pela Assessoria de Imprensa, ele diz que está no aguardo de maiores esclarecimentos e garante que a auditoria deverá também investigar esse fato, segundo o ministro ele irá participar da auditoria verificando despesas e também receitas, ele diz que caso seja constatado erro por parte do ministério tudo bem, porém caso o desfalque dos R$ 72 milhões se confirme, a pasta deve exigir que o dinheiro seja aplicado, com isso, segundo o ministro a dívida da Santa Casa estaria solucionada já que informações dão conta que ela totaliza o valor de R$ 55 milhões.