Publicado em: quarta-feira, 04/09/2013

Ministro da Saúde Alexandre Padilha diz que Mais Médicos não traz o regime de Cuba para o Brasil

Ministro da Saúde Alexandre Padilha diz que Mais Médicos não traz o regime de Cuba para o BrasilAlexandre Padilha que também é médico e conclui sua residência na faculdade de Medicina da USP em doenças infecciosas e parasitárias, diz que algumas declarações estão sendo feitas de maneira arrogante, como as que questionam a experiência dos médicos cubanos trazidos para integrar o programa Mais Médicos, segundo ele ao dizer que esses profissionais não tem experiência, além de ser grosseiro soa arrogante, Padilha fez essas declarações na manhã de hoje quando participava da sessão da comissão Geral do Programa Mais Médicos, que estava sendo realizado no plenário da Câmara dos deputados.

O ministro defendeu sua tese dizendo que 20% do total dos médicos que vieram de Cuba possuem cursos de pós graduação e ressaltou que muitas pessoas não possuem a mesma tranqüilidade que ele ao falar de Cuba, pois discordam do regime em que os cubanos vivem, segundo Padilha esse fator é o que menos deve importar já que o regime de Cuba não está sendo trazido para o Brasil com a chegada desses médicos, o que está sendo trazido é a experiência de cada um deles em atenção que é concedida e maneira básica em Cuba.

Padilha disse que sofreu na pele os efeitos da ditadura que fizeram com que seu pai ficasse exilado e eles só pudessem se conhecer quando o ministro já tinha cinco anos de idade, ele diz que nessa época enviava fitas cassete para o seu pai com tanta freqüência que seu irmão achava que ele vivia em um gravador.

Alexandre Padilha disse que as pessoas podem ter opiniões diferentes e que até podem levar esses questionamentos para serem debatidos, MS é importante separar essas discussões e não deixar que essas opiniões tenham interferência sobre algo que outros 58 países já fazem em todo o mundo, Padilha ressalta ainda que na época em que estava para ser inaugurado o hospital na cidade de Tocantins, os médicos vindo de Cuba foram chamados de milagre em reportagem sobre o assunto no ano de 1999, segundo Padilha Cuba transporta médicos ao Haiti e ninguém ao menos questiona quais is valores que o Ministério da Saúde cubano recebe para levar esses profissionais até lá.