Publicado em: quinta-feira, 20/06/2013

Ministro da França nega proposta de Obama de redução de arsenal nuclear

Ministro da França nega proposta de Obama de redução de arsenal nuclearO ministro da Defesa Jean-Yves Le Drian da França negou durante esta quinta-feira (20) que o País irá reduzir o arsenal nuclear. Esta declaração ocorre um dia depois de o presidente norte-americano Barack Obama pedir que os países reduzam os estoques de bombas atômicas.

A França foi o terceiro que se pronunciou sobre esta proposta de Obama. A Rússia afirma que irá demorar para que venha a reduzir o arsenal, já a China afirmou que Moscou e Washington vão criar condições para que possam reduzir a quantidade de ogivas.

Le Drian apontou em entrevista para à rádio France Info que a França reduziu o arsenal para menos de 300 ogivas, que é uma quantidade bem inferior aos estoques de norte-americanos e de russos, que diz possuir, somados, mais de 4.000 bombas ativas. Segundo o ministro, o grande risco é que países, como o Irã, possam obter estas armas.

Conforme aponta o Instituto Internacional de Estudos de Paz, que tem sua sede na Suécia, Estados Unidos e Rússia contam juntos com 16.200 armas nucleares, entre as quais 4.000 estão ativas. Nos países que chegaram a assinar o Tratado para Não Proliferação Nuclear, há 300 ogivas em posse da França e 250 com China e Reino Unido.

Fora estes, Índia e Paquistão contam com aproximadamente cem bombas atômicas cada um, fora a Coreia do Norte, que tem uma quantidade desconhecida. Há também suspeitas que Israel tenha esses armamentos há décadas, porém nunca chegou a ser confirmado.