Publicado em: terça-feira, 13/09/2011

Ministro da educação comenta notas do Enem 2010

Nesta segunda-feira, o ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou a divulgação das notas referente ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) edição de 2010. Para ele, a avaliação indica o crescimento da educação no país. “Não há como o ensino público não ter melhorado. É praticamente impossível ter piorado a qualidade da educação na escola pública”, afirmou.

Nesta edição, o Ministério da Educação adotou um novo sistema para a avaliação das escolas participantes. Pela primeira vez, as escolas foram avaliadas a partir do índice de participação de seus estudantes do exame. Assim, as melhores escolas são as que conseguiram reunir de 75% a 100% de seus alunos na prova. “Na média nacional, houve uma melhora dos estudantes em todas as disciplinas, houve uma melhoria da qualidade, mesmo considerando o fato que mais alunos fizeram a prova”, disse Haddad.

Porém, a nova metodologia não conseguiu evitar que fosse feito o ranking das 100 melhores e das piores escolas do Brasil. no “Top 100”, apenas 13 escolas são da rede de ensino público, sendo que nenhuma delas é da rede estadual ou municipal”.

Para Haddad, esta edição mostrou que o país conseguiu aumentar a média em 10 pontos em relação a edição de 2009. A média para a prova de 2010 foi de 511,21 pontos. “O Brasil, na média, melhorou, isso nós sabemos. E para o Brasil ter melhorado, como 88% da matrícula é de ensino médio público, não há como o ensino púbico não ter melhorado”, comentou.

O ministro ainda explicou que este modelo de avaliação poderá ser utilizado para avaliar as necessidades de cada escola, principalmente nas públicas, e estudar formas de reduzir a desigualdade entre a qualidade de ensino. ”Agora resta saber se as desigualdades diminuíram, é isso que nós vamos estudar neste momento”, finalizou.