Publicado em: sexta-feira, 30/05/2014

Ministério Público do trabalho acusa vereador Senival Moura de fraude na SPTrans

Ministério Público do trabalho acusa vereador Senival Moura de fraude na SPTransO Ministério Público do Trabalho acusa o Vereador do PT Senival Moura de contratar “laranjas” para utilizar em Cooperativa de ônibus de São Paulo, para que ele pudesse ser empresário paralelo, os veículos da empresa apesar de apresentar registros em nomes diferentes seriam de posse de Senival.

A suposta fraude ocorria no sistema de cadastro da empresa SPTrans, que é uma empresa da Prefeitura de São Paulo e tem como Presidente Jilmar Tatto, que é aliado político de Senival.

As regras do Município prevê que cada pessoa que faz parte da cooperativa tem direito garantido de trabalhar com um veículo, porém com o esquema de utilização de “laranjas”, o nome de uma pessoa é usado para aquisição de veículos, a fraude acontece quando esses falsos cooperados tem veículos registrados em seu nome quando na verdade estes pertencem ao cooperado contratante, já que é dele que partem as verbas para a compra desses veículos, segundo o Ministério Público, além disso o Ministério Público Federal e também Estadual foram comunicados sobre a possível irregularidade.

O recebimento de cada Perua, média chega a R$ 25 mil que são pagos mensalmente pela Prefeitura, agora o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado está realizando investigações sobre os chamados “laranjas testa de ferro” que supostamente estariam recebendo um valor de R$ 2 mil mensais por emprestarem seus nomes para a prática.

As acusações foram apresentadas em uma ação civil Pública que o Ministério Público do Trabalho procedeu no ano de 2012, antes de o Partido dos Trabalhadores assumir a Prefeitura, no final do ano passado, o Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, fez um acordo para que o edital de contratação de cooperativas de lotações fosse modificado.

O Vereador Senival Moura ainda não se pronunciou sobre o caso, mas garantiu que irá falar sobre os acontecimentos após ter uma conversa com seu advogado.