Publicado em: terça-feira, 24/01/2012

Ministério Público pretende investigar novo caso de estupro que envolve ex-BBB

O Ministério Público de São Paulo solicitou a instalação de um inquérito policial para investigar um novo caso de abuso sexual envolvendo o ex-BBB Daniel Echaniz. O ex-participante foi expulso da casa do Big Brother Brasil 2012 por ter supostamente estuprado a estudante Monique no reality show enquanto a moça dormia. A informação da nova investigação foi anunciada pelo site oficial do Ministério Público.

De acordo com o comunicado, a modelo Tatiane Fátima Eyng afirma que foi vítima de abuso sexual na Itália, quando morava com Daniel e a ex-namorada dele em um apartamento em Milão. A modelo foi entrevistada pelo programa Domingo Espetacular, da Rede Record, e disse que o abuso foi cometido em 2007. A moça afirma que Daniel entrava no banheiro sem roupa enquanto ela tomava banho e corria atrás dela pela casa.

Ela afirma que um dia quando a então namorada dele viajou, Daniel estava em cima dela. A modelo conta que acordou no momento, mas que o ato foi consumado por Daniel. Tatiane acredita que ele abusou da estudante Monique no BBB12, e afirma que o modelo é um mau caráter. A modelo formalizou a denúncia contra o ex-BBB para “tirar uma pessoa má de circulação”.

Daniel foi expulso do Bi Brother Brasil após ter supostamente abusado da participante Monique. O crime teria acontecido após uma festa da casa. Monique e Daniel já foram ouvidos sobre o caso na polícia, e ambos afirmam que tudo que aconteceu embaixo do edredom foi consensual.