Publicado em: sábado, 25/08/2012

Ministério do Planejamento informa que negociações com os grevistas serão encerradas neste domingo

Ministério do Planejamento informa que negociações com os grevistas serão encerradas neste domingo Parece que o governo não vai ceder às pressões dos grevistas e pretende encerrar as negociações amanhã, dia 26 de agosto. De acordo com informações vindas do Ministério do Planejamento, as reuniões marcadas entre representantes do governo e os representantes das categorias devem terminar neste fim de semana. Os dados indicam que de todas as categorias em greve, apenas duas aceitaram a proposta oferecida pelo governo durante as negociações. As únicas são a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições de Ensino Superior (Proifes) e também a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra). A primeira representa a categoria dos professores universitários e a segunda os técnicos administrativos das universidades federais. O governo estima que outras nove categorias devam aceitar a proposta até o próximo dia 28, terça-feira, que é o prazo dado pelo Ministério do Planejamento. Para várias categorias o aumento dado pelo governo foi de 15,8%. O moderno mudou o discurso e disse que as categorias que aceitarem o aumento já deverão recebê-lo no próximo ano, em março. Quem não aceitar a proposta não terá o aumento incluído no Orçamento do ano seguinte.

Prazo para envio do Orçamento ao Congresso é dia 31

A pressa em fechar com as categorias o aumento de 15,8% é que o governo possui um prazo para enviar o Orçamento ao Congresso Nacional. Trata-se da previsão de gastos que o estado terá no ano seguinte com os servidores. O único impacto previsto no orçamento é na Educação em que serão gastos R$ 7,1 bilhões até 2015. Atualmente a greve envolve 80 mil servidores, sendo que as categorias são o Incra, a Anvisa, o departamento de Arquivo Nacional, a Receita Federal, além dos ministérios da Saúde, do Planejamento, do Meio Ambiente e da Justiça.