Publicado em: quinta-feira, 19/01/2012

Ministério das Comunicações pode acabar com Big Brother Brasil

O Ministério das Comunicações também irá investigar a polêmica sobre o suposto estupro no Big Brother Brasil 2012. Em um comunicado oficial, o ministério anunciou que irá analisar as imagens e determinar se a TV Globo transmitiu realmente uma cena de estupro no reality show. Se forem comprovadas que as cenas “causaram constrangimento” para o público, o órgão pode multar a emissora e interromper o programa.

O ministério irá, primeiramente, identificar se o suposto abuso sexual foi transmitido pela emissora, que é fiscalizada pelo órgão, ou se a cena foi veiculada somente pelos canais de TV por assinatura, que são fiscalizados pela Anatel de acordo com os termos da Lei Geral de Telecomunicações (LGT). A TV Globo deve enviar a gravação do programa que foi transmitido nos dias 14 e 15 de janeiro deste ano.

As cenas serão avaliadas e se não estiverem de acordo com as normas será instaurado o Processo de Apuração de Infração, em que o reality show Big Brother Brasil pode ser até mesmo tirado do ar. Também foi pedido que a Anatel faça verificações sobre as transmissões dos canais de TV por assinatura de que é responsável.

A polêmica que envolve o programa se trata sobre um suposto caso de estupro cometido por Daniel na participante Monique na madrugada de domingo, dia 15, após uma festa. Os dois estavam em uma das camas e Daniel se movia embaixo do edredom enquanto Monique parecia estar dormindo. Daniel foi expulso do programa após o fato.