Publicado em: quinta-feira, 20/10/2011

Ministério da saúde cobra ações mais efetivas contra dengue no RJ

Nesta terça-feira (18) os representantes do Ministério da Saúde estiveram reunidos junto dos prefeitos e secretários de Saúde de alguns municípios do Rio de Janeiro para alertar que devem ser feitas ações mais rígidas n que diz respeito ao combate da dengue. Os representantes do Rio, de ao Gonçalo, Niterói e Itaboraí participaram da conversa.

Além deles, também participaram da reunião o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Jardas Barbosa e o secretaria estadual e Saúde do Rio de Janeiro, Sérgio Côrtez. Para o Ministério, o estado é um dos que apresentam os maiores riscos de desenvolver uma grave epidemia da doença em 2012.

“Para que estejamos preparados para o aumento do número de casos graves de dengue de janeiro a maio de 2012, é fundamental que as ações comecem agora. Por isso, vamos aumentar o repasse de verbas para o combate à dengue em 20% em 989 municípios do País, entre eles, o Rio de Janeiro”, comentou Jarbas Barbosa.

Para o secretario, as prefeituras precisam se comprometer mais em promover ações e projetos de controle e também colocar mais agencias de endemia trabalhando na inspeção de casas e terrenos. “Os municípios deverão fazer três vezes ao ano o Levantamento de Índice de Infestação de Aedes aegypti, dar um 14º salário aos agentes que cumprirem com obrigações, treinar médicos e enfermeiros no atendimento à população. Vamos avaliar se isso foi cumprido em seis meses. Se não, perdem o repasse”, indicou.