Publicado em: quarta-feira, 15/02/2012

Ministério da Saúde aponta que três cidades do Ceará possuem risco de surto de Dengue

Segundo um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde entre os dias 1 de janeiro e 11 de fevereiro deste ano três municípios localizados no Ceará – Baturité, Parambú e Quixeramobim – foram considerados com risco de surto de dengue.

As informações da pesquisa apontam que já foram identificadas 2.322 pessoas com a doença em todo o Estado do Ceará. Além dos casos mais graves como Baturité, Parambú e Quixeramobim, outros municípios também têm problemas. Fortaleza e Juazeiro do Norte, por exemplo, estão entre as dez cidades do país, com mais de 100 mil habitantes, que concentram os maiores números de casos de dengue.

De acordo com o último boletim de informações da doença divulgado pela Secretaria de Saúde do Ceará, no dia 10 de fevereiro, Juazeiro do Norte possuía 267 casos confirmados e 260 em Fortaleza.

Depósito de água parada é o principal problema da região Nordeste

As pesquisas feitas pelo Ministério da Saúde mostram as causas do alto número de casos na região Nordeste do Brasil. Segundo os dados, o maior problema são os depósitos de água parada, como nas caixas d’água.

Motivos diferentes são encontrados em outras regiões. No Norte e no Centro-Oeste do país a presença do mosquito está concentrada no lixo. Já na região Sudeste e Sul, eles se reproduzem em depósitos domiciliares (vasos de plantas, por exemplo).

Brasil diminui casos de dengue mesmo com alto número em algumas regiões

Mesmo com o alto número de pessoas com dengue em determinadas regiões do país, o Brasil registrou queda de 62% nos casos no primeiro mês de 2012. Até agora foram registrados 40.486 casos da doença, sendo que no mesmo período do ano passado já haviam sido detectados 106.373 (pesquisa foi realizada entre 1 de janeiro e 11 de fevereiro).

Comparando-se os dois períodos, observou-se ainda queda de 86% no número de casos graves, que passaram de 1.345 para 183. Também houve diminuição nas mortes. Em 2011, no mesmo período, ocorreram 95 mortes contra 32 em 2012, o que significa uma redução de 66% no número de casos.

Em dezembro de 2011, o programa Nacional de Controle da dengue repassou R$ 97 milhões para 1.150 municípios brasileiros. O objetivo é gastar esse dinheiro com ações de combate à doença em regiões onde o número de casos é maior. No início do próximo mês (março) será feita uma avaliação das ações que foram adotadas nas localidades que receberam a verba.