Publicado em: sábado, 25/08/2012

Ministério da Fazenda reduz para 3% previsão oficial de crescimento da economia

Ministério da Fazenda reduz para 3% previsão oficial de crescimento da economia De acordo com os dados anunciados ontem, o Ministério da Fazenda reduziu a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2012. O governo estava prevendo aumento de 4,5% e agora a estimativa oficial é de 3%. Esses dados foram divulgados na publicação Economia Brasileira em Perspectiva. Trata-se de um documento em que há projeções sobre o cenário econômico. Ele é produzido pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Já os dados para 2013 foram mantidos em 5,5%. O relatório indicou ainda que o governo aumentou a previsão de inflação. De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a estimativa para fechar este ano passou de 4,4% para 4,7%. No entanto, depois da divulgação dos novos dados o governo informou que as informações usadas estão passando por revisão e a estimativa lançada deve ser ignorada.

Banco central é mais pessimista quanto ao aumento do PIB

Diferente do Banco Central (BC), o ministério da Fazenda está bem mais otimista quanto ao crescimento do país, principalmente no próximo semestre deste ano. As previsões do governo apresentam percentuais mais elevados do que do Banco Central (BC). De acordo com o Relatório de Inflação, divulgado pelo BC em junho, a previsão de crescimento para este ano não passava de 2,5%. A inflação estava contabilizada em 4,77%. Ou seja, o BC previa maior inflação e menor crescimento em relação ao governo federal.

Mercado financeiro é ainda mais pessimista, segundo relatório Focus

As projeções mais negativas são do mercado financeiro. Os dados divulgados pelo boletim Focus nessa última semana mostraram que os analistas econômicos apostam em um crescimento mais tímido do PIB, não passando de 1,81%. Já a inflação pode chegar a 5,11% de acordo com o boletim no final deste ano.