Publicado em: quarta-feira, 11/04/2012

Mineiros são resgatados após cinco dias presos em mina no Peru

Na madrugada desta quarta-feira (11), os nove mineiros que estavam presos em uma mina peruana foram resgatados. As informações foram dadas pelo jornal oficial do país, “El Peruano”, sendo que os trabalhadores foram retirados de uma mina localizada na região de Ica, no sul do Peru. Os mineiros da “Cabeza de Negro”, que fica na aldeia de Quilque, localizada a aproximadamente 250 quilômetros para Sul de Lima, foram resgatados depois de cinco dias presos.

Segundo o jornal oficial do país, o presidente Ollanta Humala chegou ao local na noite de ontem para supervisionar os trabalhos das equipes de resgate pessoalmente. De acordo com o presidente, os mineiros apresentavam um “bom estado de ânimo”.

Atraso no resgate

Humala afirmou que as equipes que fazem o serviço de resgate encontraram uma rocha no meio do local em que daria acesso onde estavam os trabalhadores da “Cabeza de Negro”. Este empecilho fez com que o resgate sofresse um atraso devido ao cuidado que as equipes deveriam que ter para evitar possíveis desmoronamentos.

O presidente aproveitou a oportunidade para fazer críticas aos governos que o antecederam porque não regularizaram o trabalho dos mineiros e disse que em sua gestão o projeto para formalizar o trabalho dos operários de minas artesanais já está em andamento. Na aldeia também estavam presentes os ministros da Saúde, Alberto Tajeda; da Mulher e Populações Vulneráveis, Ana Jara; e de Energia e Minas, Jorge Merino.