Publicado em: segunda-feira, 23/08/2010

Mineiros dão sinal de vida após 17 dias

O Chile teve um momento de grande comoção no domingo, quando os mineiros presos em uma mina há 17 dias deram sinal de vida.

Presos em uma mina na região do Atacama, no Chile, os mineiros enviaram um bilhete após uma sonda chegar até o local onde estão. A mensagem ‘Estamos bem no refúgio, os 33’ foi lida pelo presidente Sebastián Piñera, o que gerou comoção geral entre a população do país.

O bilhete enviado pelos mineiros deu ânimo às autoridades, que já não esperavam encontrar nenhuma pessoa com vida no local, devido ao oxigênio escasso. A mina de Sán José está a mais de 700 metros do solo, e os mineiros, 32 chilenos e um boliviano, estavam trabalhando na extração de ouro e cobre quando houve o deslizamento de terra.

Na segunda-feira (23) uma nova sonda foi enviada, com uma câmera, que captou as imagens dos mineiros. De acordo com as autoridades, os trabalhadores apresentam boa aparência e em seguida devem receber água e comida. Estima-se que o processo de retirada dos mineiros possa levar até quatro meses.