Publicado em: segunda-feira, 07/06/2010

Mineiro ganha R$9 mil em indenização da Coca-Cola

Um motorista de ônibus ganhou uma indenização no valor de R$9.300 por danos morais. Claudinei Rezende Alves, de 39 anos, encontrou um corpo estranho dentro de uma garrafa de 1,5 litro de Coca-Cola e processou a empresa.

O fato aconteceu em julho de 2006. O motorista comprou a Coca em um bar próximo de sua casa em Divinópolis, Minas Gerais, e deixou o refrigerante fora da geladeira. Foi quando percebeu que tinha um papel de bala no fundo da garrafa.

Ele não abriu o produto e ligou para o Serviço de Atendimento ao Consumidor, mas a Coca-Cola alegou que era uma fraude. Ele ainda levou a garrafa até a Vigilância Sanitária do município, onde foi comprovado que a garrafa estava lacrada e que realmente havia um corpo estranho em seu interior.

O motorista pediu uma indenização por danos morais, mas perdeu em primeira instância. O juiz só deu razão a Alves quando o motorista entrou com o recurso. A Coca-Cola ainda deve recorrer da decisão.