Publicado em: quinta-feira, 20/02/2014

Milan joga bem, mas perde para Atlético de Madrid na Champions

Milan joga bem, mas perde para Atlético de Madrid na ChampionsO Milan vive uma de suas piores temporadas dos últimos anos. No Campeonato Italiano, a equipe ocupa apenas a nona posição, após 24 rodadas realizadas. As chances de conseguir uma vaga para a Europa League da próxima temporada já são reduzidas. Alcançar a Champions, então, seria um verdadeiro milagre (a última equipe na zona de classificação para a próxima Champions League é o Napoli, que está 18 pontos à frente do Milan).

Por isso, a atual edição da Champions League é a única chance de redenção dos rossoneros na temporada. Mas, quando a fase ruim, nem mesmo boas partidas são recompensadas. Foi o caso do jogo desta quarta-feira, 19 de fevereiro, quando o Milan enfrentou o Atlético de Madrid pelas oitavas de final da Champions League.

Pressão

Para segurar o ímpeto italiano, o Atlético de Madrid apelou para jogadas mais duras na primeira etapa. Ao intervalo, todo o setor defensivo espanhol estava com cartão amarelo. Insúa, inclusive, levou sorte por não ter sido expulso, após uma falta duríssima em De Sciglio, que tirou o italiano da partida com apenas 19 minutos de bola rolando. O lance duro quase deu início a uma briga em campo entre as duas equipes.

O Milan, por sua vez, apresentou um futebol muito superior àquele das últimas rodadas do Campeonato Italiano. Na primeira etapa, os italianos acertaram a trave duas vezes, uma delas com Kaká, que também criou um lance de muito perigo aos 30 minutos da primeira etapa. O chute de Kaká que acertou o travessão aconteceu aos 14 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois, Poli voltou a carimbar a trave do Atlético.

Cansaço

Surpreendente em campo, o Milan parecia favorito à conquista da vitória. Mas, como tem se tornado padrão, a equipe cansou na etapa final. Kaká, que tinha sido um dos melhores em campo nos primeiros 45 minutos, pouco conseguiu fazer. O jogo perdeu em ritmo, e o Atlético de Madrid, que surpreendeu pela paciência até então, aproveitou o cansaço adversário para partir ao ataque.

A situação do Milan se complicou ainda mais com a saída de Balotelli, que lesionou o ombro aos 30 minutos da etapa final. O Milan dava poucos espaços para o adversário, mas também não conseguia bons ataques. Assim, o placar parecia caminhar para um 0 a 0.

Até que, aos 38 minutos da etapa final, o brasileiro Diego Costa se aproveitou da bola parada e abriu o placar. Após cobrança de escanteio, Abate e o goleiro Abiatti falharam. Diego, então, só teve o trabalho de cabecear para as redes. Com a vitória fora de casa, o Atlético de Madrid pode até empatar com o Milan na partida de volta, no estádio Vicente Calderón, que se garantirá nas quartas de final da competição. Além da boa campanha na Champions League, o Atlético de Madrid segue com chances de título no Campeonato Espanhol. A equipe está empatada com Barcelona e Real Madrid no topo da tabela, todas com 60 pontos.