Publicado em: quarta-feira, 18/01/2012

Microsoft manterá seis incubadoras de empresas no Brasil

O Ministério da ciência e Tecnologia e a Microsoft assinaram ontem (17) um protocolo de intenções para o desenvolvimento de seis aceleradoras de empresas autossustentáveis, voltadas para fomentar a inovação e o empreendedorismo no Brasil, em seis cidades. Quatro delas já estão escolhidas: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Recife.

As empresas funcionarão como incubadoras de startups, para desenvolver soluções e aplicações principalmente nos segmentos de jogos e celulares, estratégias para o desenvolvimento do país. Este é um projeto pioneiro da Microsoft no mundo e já existem negociações para implantá-lo na Rússia.

“Cada aceleradora poderá ter o máximo de 10 startups, incubadas por um período de até três anos, ao longo do qual receberá todo apoio da Microsoft no quesito tecnologia, como já acontece hoje com mais de 2 mil startups participantes do programa BizSpark de apoio ao empreendedorismo”, explicou Paulo Iudíbus, diretor de Inovação e Novas tecnologias da empresa.

A Microsoft espera que a iniciativa reforce programa já desenvolvidos pela empresa no Brasil, como o programa BizSpark e o Imagine Cup. O objetivo é fomentar o desenvolvimento de produtos inovadores.