Publicado em: sexta-feira, 11/07/2014

Michel Temer afirma que derrota do Brasil não influencia na organização da Copa

Michel Temer afirma que derrota do Brasil não influencia na organização da CopaNessa quinta-feira (10), o vice-presidente Michel Temer afirmou à imprensa que a organização da Copa do Mundo no Brasil e a derrota da Seleção Brasileira de 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal, são duas coisas diferentes, e ainda fez elogios ao ‘sucesso administrativo’ do Mundial. Temer também participou durante a manhã de uma reunião com o ministro de Negócios Estrangeiros do Líbano, Gebran Bassil, no Palácio do Planalto em Brasília. A reunião foi pautada na qualidade dos aeroportos e do evento ao todo, que foi classificado por ele como “perfeitíssima”.

Completando ainda que uma coisa é perguntar sobre o sucesso administrativo da organização da Copa, sabendo que isso repercutiu na imprensa mundial e na imprensa brasileira positivamente, entretanto, outra coisa é o jogo de futebol. Assim como acredita que todos os brasileiros torciam para que o Brasil chegasse à final, e não se pode confundir uma coisa com a outra. O vice-presidente também fez elogios aos estádios e o bom planejamento em relação ao acesso dos torcedores às arenas. O vice de Dilma alegou que o que realmente importa para o governo brasileiro é que aconteceu, um sucesso de evento, sendo bem visto por todo o mundo. Segundo suas palavras: “Um sucesso absoluto”.

‘A vida segue’

Quando é questionado sobre a partida entre o Brasil e Alemanha, ele diz que a vida continua e lamenta o episódio que eliminou o Brasil da Copa do mundo. De acordo com ele, a vida segue e com a organização administrativa que aconteceu nessa época, mas no caso da Copa, para a organização administrativa dos outros setores do Brasil Na última quarta-feira (9), durante uma entrevista à rede norte-americana CNN, a presidente Dilma Rousseff destacou também que a derrota da seleção não reflete na organização do mundial.