Publicado em: sexta-feira, 24/02/2012

Michael Jordan denuncia marca chinesa que faz uso irregular do seu nome

Um dos maiores jogadores de todos os tempos do basquete norte-americano, Michael Jordan, denunciou nesta quinta-feira (23) uma marca esportiva chinesa que utilizava irregularmente o seu nome.

Jordan alega que a marca em questão, ‘Qiaodan’, é a tradução em Mandarim (a língua oficial chinesa) do seu sobrenome ‘Jordan’. Além disso, a marca utiliza o número 23 (o mesmo que o ex-jogador do Chicago Bulls eternizou em sua carreira).

A marca chinesa também teria tentado utilizar comercialmente o nome dos filhos de Michael Jordan, A Qiodan alega que registrou a marca em 2000 e que nunca houve nenhum problema.

Ela era relativamente desconhecida no mercado chinês, e veio à tona apenas após a tentativa de patrocinar o maior destaque atualmente da NBA, o armador Jeremy Lin, do New York Knicks, que é norte-americano, mas tem origem taiwanesa.