Publicado em: sábado, 30/06/2012

México: tráfico espalha terror pelo país dois dias antes da eleição

No domingo, 1° de julho, os mexicanos vão às urnas para escolherem os parlamentares e o novo presidente. Porém, o pleito parece que não irá acontecer de uma maneira tranquila, já que uma série de ataques praticados pelo crime organizado contra políticos está deixando a Marinha e o Exército do país em alerta.

Por conta disso, as rodovias que dão acesso a Xalapa Enriquez, capital do estado de Veracruz, amanheceram bloqueadas por policiais mascarados e com ordens de revistar cada um dos carros que passam pelo local. Xalapa Enriquez registrou um aumento de 575% de mortes ligadas ao narcotráfico apenas no último ano. Além disso, nos últimos dois anos, nove jornalistas foram mortos na região.

Veracruz é um estado dominado pelo cartel Los Zetas e na semana anterior às eleições teve registros de crimes bárbaros, como uma prefeita que foi torturada e assassinada, a casa de um senador foi incendiada e um homem que trabalhava para a Justiça Eleitoral foi esfaqueado depois de um ladrão tentar roubar cédulas eleitorais.

A prefeita, chamada Marisol Mora Cuevas, do Partido Ação Nacional (PAN), foi encontrada morta por plantadores de abacaxi em uma lavoura na última quinta-feira. Ela era prefeita da cidade de Tlacojalpan, que tem uma população formada por 5 mil habitantes, e estava com os pés e mãos amarrados, além de apresentar sinais de tortura. Ela havia sido sequestrada no último domingo em sua casa, na frente de seus familiares, por um grupo armado. O sequestro aconteceu exatamente uma semana antes do seu sucessor na prefeitura ser escolhido.

O PAN é o mesmo partido do presidente do México, Felipe Calderón, que no ano de 2006 lançou uma ofensiva contra os cartéis que dominam o país. Desde então, mais de 47.500 pessoas já morreram. Durante a campanha eleitoral, a candidata do PAN à presidência recebeu um bilhete do cartel Los Zetas que dizia que ela não era bem vinda no estado de Tamaulipas. Na última sexta-feira, um carro-bomba estacionado em frente ao foverno municipal de Nuevo Laredo, em Tamaulipas, foi explodido.