Publicado em: quarta-feira, 09/04/2014

Meu Pedacinho de Chão: Professora Juliana enfrenta Coronel Epa

Meu Pedacinho de Chão: Professora Juliana enfrenta Coronel EpaProfessora Juliana concorda em acompanhar Zelão até a casa do coronel, mas ele teme que o Coronel Epa faça mal para a professorinha e a manda voltar. Todos estranham quando Juliana volta rapidamente para a casa de Pedro Falcão.

Zelão é repreendido por Coronel Epaminondas por não ter trazido a professora para falar com ele. O Prefeito e Padre Santo comentam com Giácomo que precisará ser adiada a inauguração da escola. Ferdinando volta para a casa do pai e exige seus direitos, lembrando que a lei permite que ele continue na casa da família.

Rosinha não gosta nada de perceber o clima entre Zelão e Juliana. Dona Tê informa a professora que a inauguração da escola foi adiada. Madame Catarina conversa com Ferdinando e recomenda que ele não mexa nas terras do Coronel Epaminondas.

O Prefeito das Antas ordena que Pedro faça de tudo para proteger a escola. Zelão comenta com Rodapé sobre a ordem que recebeu do coronel de colocar fogo na escola antes da inauguração. Juliana considera a possibilidade de voltar à São Paulo e abando a Vila Santa Fé.

Pituca conta para Serelepe sobre os planos do pai de impedir que a escola funcione na vila. Juliana decide enfrentar o coronel Epaminondas. Mesmo com seu jeito meigo, ela deixa claro que não leva desaforo para casa e depois de ter recusado acompanhar Zelão e Rodapé até a casa do coronel, ela decide ir por conta própria falar com Epaminondas.

O coronel logo se mostra desconfiado, mas Juliana afirmou que pensou ser agora um momento oportuno. Epaminondas logo tenta encerrar a conversa, alertando a professora que ele não permitiu o funcionamento de uma escola, mandando Juliana de volta para sua cidade.

Mas Juliana não se abala, afirmando que não foi contratada pelo coronel e por isso não tem obrigação de obedecê-lo, afirmando que só vai embora quando Pedro Falcão ou o Prefeito mandarem. Ferdinando fica impressionado com a postura de Juliana.

Pituca pede que a mãe adote Serelepe e Catarina questiona Amância sobre a situação do menino.Ferdinando defende o pai ao descobrir que o Prefeito denunciou Coronel Epaminondas por tentar sabotar a inauguração da escola.