Publicado em: terça-feira, 28/08/2012

Metade das empresas do país fecha três anos após a abertura

Metade das empresas do país fecha três anos após a aberturaSegundo dados divulgados ontem (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cada 100 empresas que abrem no Brasil, 48 delas encerram suas atividades em até três anos.

Os índices apontam que de um total de 464.700 empresas que abriram em 2007, 76,1% continuavam no mercado em 2008. Sobreviveram no ano subsequente apenas 61,3%,baixando o índice. Apenas 51,8% delas ainda estavam sobrevivendo no ano de 2010. Isso quer dizer que quase a metade (48,2%) fecharam as portas. O Sebrae,que é o órgão de apoio à micro e pequena empresa, declarou que os principais motivos do fechamento dos negócios são a falta de planejamento e o descontrole (total ou parcial) na gestão.

Ainda segundo o estudo, 98,3% das empresas que entram no mercado e também 99,3% das que saíram no ano de 2010 tinham menos que dez pessoas assalariadas. Nas empresas que abriram, 78,6% não declaram empregados e 19,7% tinham de 1 a 9 funcionários que eram registrados. Entre as empresas que fecharam, 89,1% não tinham nenhum empregado e 10,2% tinham um número reduzido, de 1 a 9 pessoas.

A conclusão do estudo é de há uma relação (direta) entre o tamanho da empresa e a taxa de sobrevivência. Os dados afirmam que, enquanto 67,3% das empresas que não possuem pessoas assalariadas sobrevivem no mercado, e nas empresas com até 9 funcionários esta taxa sobe para 88,5%. Para as empresas com mais de dez pessoas o índice de sobrevivência chega a quase 100% (95,9%).