Publicado em: sábado, 02/07/2011

Messi confessa decepção por conta da estreia: ‘Não foi o que esperávamos’

Pouco menos de 24 horas após estampar as manchetes do maior diário esportivo do país, o renomado Olé, dizendo ter certeza de que em breve levantaria uma Copa do Mundo pela Argentina, Lionel Messi procurar agora dar declarações diferentes. Ao invés de especular sobre um futuro brilhante, o melhor do mundo passou a noite de sexta explicando o presente duvidoso, e o porquê do empate diante da Bolívia na estreia na Copa América.

O moderno estádio Ciudad de La Plata se encontrava lotado e confiante na seleção e, sobretudo, em seu camisa 10, recentemente campeão europeu e espanhol com o Barcelona. O adversário do debute no torneio era considerado o mais fraco do grupo A, e era esperado um triunfo sem muito esforço por parte dos argentinos. Com um gol no início do segundo tempo de Edivaldo Rojas, a Bolívia saiu na frente. Somente no voleio de Agüero o time da casa se redimiu e escapou de um vexame maior.

Messi, por sua vez, foi bem no primeiro tempo. Já na segunda etapa, e, principalmente, após o gol boliviano, Lio esteve sumido em campo. Atuando majoritariamente pela faixa central do gramado, seus espaços foram cessando com o passar dos minutos e a forte marcação rival.

Depois do apito final, Messi creditou o mau resultado à retranca adversária e admitiu tristeza com o placar. O camisa 10 afirmou que a Argentina tentou em vão furar a defesa, mas “eles se fecharam atrás e agora é preciso ter tranquilidade, não foi o que esperávamos e teremos que vencer os próximos jogos”. As próximas partidas da anfitriã na fase de grupos são contra Colômbia e Costa Rica, respectivamente. A Bolívia enfrenta os mesmos times, só que em ordem contrária.