Publicado em: sexta-feira, 29/06/2012

Mesmo com previsão negativa do Banco Central, Ministério da Fazenda acredita em crescimento da economia para 2012

Mesmo com a projeção feita pelo Banco Central (BC) enfatizando que a economia do país crescerá somente 2,5% em 2012, o ministério da fazenda continua otimista com a melhora da economia. Segundo Márcio Holland, secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, o ministério continua mantendo a previsão de que o Produto Interno Bruto (PIB) vai ter uma expansão maior do que aquela que ocorreu em 2011, de 2,7%. Ele acredita que contribuirão para esse aumento a maior renda da população e também as medidas de estímulo criadas pelo governo últimas semanas. Essas ações terão impacto na movimentação econômica e contribuirão para que a economia acelere a partir do semestre seguinte.

Secretário preferiu não passar números, mas diz que ministério prevê crescimento

Holland não deu números, mas ressaltou que a economia crescerá mais que o valor apresentado pelo Banco Central. Ele disse que a economia crescerá e que o governo fará todo o esforço para que isso ocorra. Sobre a previsão estimada pelo governo para 2012, ele disse que o governo está esperando observar o impacto das ações das últimas semanas para posteriormente divulgar números sobre o crescimento. Provavelmente as estimativas da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda serão divulgadas no próximo boletim Economia Brasileira em Perspectiva. Ao ser questionado sobre a diferença entre a visão do BC e do governo, ele disse que os modelos econômicos usados pelas duas instituições são diferentes. O secretário disse que mesmo com a estagnação do primeiro semestre, o governo está confiante com relação ao crescimento e ao impacto que as ações do governo terão de julho a dezembro. Ele falou ainda que no ambiente de crise econômica mundial, o Brasil tem se comportado muito bem.