Publicado em: sexta-feira, 25/01/2013

Mérito da responsabilidade da Nasdaq nas perdas de IPO do Facebook é adiada e resultado sai até março

Mérito da responsabilidade da Nasdaq nas perdas de IPO do Facebook é adiada e resultado sai até marçoReguladores dos Estados Unidos irão adiar, por mais dois meses, a determinação do plano de US$ 62 milhões da Nasdaq para que compense instituições que tiveram perdas na problemática oferta inicial das ações (IPO, sigla em inglês) durante o mês de maio do ano passado.

A empresa Securities and Exchange Commission (SEC), que faz a regulação de mercados de capitais nos Estados Unidos, vai precisar de um tempo para que considere a proposta feita pela Nasdaq, fora as declarações que recebeu de que muitas fontes favoráveis ou contrárias ao plano, conforme acordo que contém um documento de regulação que tem data de ter sido emitido no dia 23 de janeiro. A SEC, que aguardava uma decisão sobre esste assunto até o dia 28 de janeiro, afirmou que esta decisão deverá ser realizada até o dia 29 de março deste ano.

O que vai ser colocado em jogo é até qual ponto as bolsas de valores dos Estados Unidos, que utilizam centenas de bilhões de dólares para fazerem transações dos instrumentos financeiros a cada dia, podem ter sua responsabilidade considerada quando ocorrem falhas nestas transações.

Empresas que são formadores de mercados como, por exemplo, a Knight Capital, a UBS, o Citigroup e outras tantas, afirmaram que elas perderam de maneira coletiva um valor que chega a 500 milhões de dólares desde o dia 18 de maio do ano passado, dia em que os papéis do Facebook foram negociados nos mercados públicos pela primeira vez.

Um dos motivos para que houvesse a redução foi um problema tecnológico que ocorreu na Nasdaq que fez com o lançamento do IPO do Facebook atrasasse 30 minutos e, durante este período, vários pedidos não puderam ser incluídos no leilão da abertura, o que fez com alguns operadores não soubesse as posições deles.