Publicado em: terça-feira, 24/01/2012

Mergulhadores fazem a primeira inspeção para retirada de combustível do navio

Nesta terça-feira, dia 24 de janeiro, os mergulhadores da companhia holandesa Smit Salvage deverão fazer a primeira vistoria no navio Costa Concordia para começarem a retirada das mais de duas mil toneladas de combustível contidas nos tanques do cruzeiro. A ação dos mergulhadores da companhia inclui uma descida de 20 metros para verificarem as condições do casco da embarcação.

Depois do estudo sobre o casco, os profissionais começaram a isolar o primeiro dos 17 reservatórios que serão totalmente esvaziados. Em uma entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o chefe da Defesa Civil, Franco Gabrielli, afirmou que o navio está estável com sustentação nas rochas. Por este motivo, as operações de remoção do combustível são consideradas seguras.

Enquanto os mergulhadores da Smit Salvage fazem a inspeção do casco do Costa Concordia, as equipes de resgate permanecem com suas buscas pelos desaparecidos do acidente que aconteceu no dia 13 de janeiro e fez com que o navio naufragasse na ilha de Giglio, na Itália. Mais dois corpos foram encontrados ontem e, desta maneira, sobe para 15 o número de mortos no naufrágio.

O navio Costa Concordia naufragou após um impacto nas rochas próximas a ilha de Giglio. Mais de 4.200 pessoas estavam a bordo do cruzeiro, entre passageiros e tripulação. O capitão do navio, Francesco Schettino, foi acusado por homicídio culposo e abandono da embarcação. Ele está em prisão domiciliar.