Publicado em: sábado, 13/08/2011

Mercadante anuncia interesse de 25 empresas em produção de tablet nacional

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, anunciou nessa sexta-feira (12), ao ser empossado presidente do Conselho de Administração da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que ao menos 25 empresas demonstraram interesse em produzir tablets no Brasil. Dentro dessas 25, pelo menos nove já estão praticamente licenciadas para atuarem no território nacional. Para ilustrar quais seriam as empresas, Mercadante confirmou o interesse das internacionais Apple, Motorola, Samsung, Semp Toshiba, Positivo, Itautec e LG.

Para o ministro, o aumento de empresas concorrentes vendendo o mesmo produto tende a beneficiar o consumidor. Além disso, Mercadante acredita que até o Natal já vão existir boas opções para os clientes. “Vai ser abundante [a oferta] e eu acho que nós vamos ter, no Natal, muitas opções de qualidade, de preço, de formato. A concorrência é o melhor caminho para o consumidor usufruir [de um produto],” defendeu o ministro. No mais, Mercadante acredita também que a desoneração de 31% dos impostos federais e parte dos municipais e federais vão incentivar o consumo e a produção.

Como uma estratégia para valorizar o uso de produtos nacionais na produção de tais aparelhos, no primeiro ano será obrigatório conter 25% de conteúdo nacional. A expectativa é que a quantia cresça para 80% no período de três anos.

Até o momento, não há informações sobre as regiões onde as empresas vão instalar as suas fábricas. De acordo com o ministro, a escolha do local fica a critério das próprias produtoras. De qualquer maneira, Mercadante acredita que a produção nacional vai conseguir conquistar clientes também no mercado estrangeiro.