Publicado em: quarta-feira, 07/11/2012

Mensalão – Julgamento é retomado após 12 dias

Mensalão – Julgamento é retomado após 12 diasO julgamento do mensalão, que foi interrompido por quase duas semanas por conta da ausência do ministro-revisor do processo, Joaquim Barbosa, que precisou viajar ás pressas para a Alemanha para um tratamento de saúde, retorna hoje (7) no Supremo Tribunal Federal. A grande expectativa é que será anunciado o resultado da votação dos ministros sobre as penas que serão aplicadas ao réu Ramon Hollerbach, que é ex-sócio do publicitário Marcos Valério. O empresário foi condenado pelos magistrados pelos crimes de formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa e ainda não definido as penas para os outros crimes em que esteve envolvido, que são lavagem de dinheiro e evasão de divisas. O que podemos esperar é que a pena não será pequena, já que o ministros optaram pela soma de todas elas. Por exemplo, pelo crime de formação de quadrilha o réu pegou dois anos e três meses de prisão; por peculato ele pegou três de prisão mais multa pela Câmara e mais três anos, dois meses e 20 dias pelo Banco do Brasil. Pelos crimes de corrupção ativa a pena ficou em dois anos e seis meses, além da multa pela Câmara e dois anos e oito meses pelo caso do BB.

Hoje será a 43° sessão do mensalão, que começou no dia 2 de agosto, e este caso está sendo considerado o maior de toda a história do STF. O que deixa o público que está acompanhando de perto o julgamento apreensivo, é o fato de que de todos os 25 réus que foram condenados, apenas Marcos Valério e Ramon Hollerbach já sabem aproximadamente o tempo de sua pena. Isso que a dosimetria não foi aceita por todos os magistrados, e o ministro-revisor Ricardo Lewandowski já mostrou sinais de que vai voltar a bater boca com o ministro-relator Joaquim Barbosa, por conta do alto número de anos de prisão.