Publicado em: quarta-feira, 22/02/2012

Menor suspeito de dirigir jet ski que matou menina de três anos apresenta-se à polícia na quinta-feira

Menor suspeito de dirigir jet ski que matou menina de três anos apresenta-se à polícia na quinta-feiraO adolescente acusado de pilotar o jet ski que matou uma menina de três anos, no último sábado (18) em Bertioga, litoral norte de São Paulo, será apresentado ao delegado titular de Bertioga na próxima quinta-feira (23). O advogado da família do acusado, Maurimar Chiasso, garantiu que levará o jovem de 14 anos para dar depoimento sobre o acidente.

O advogado afirma que o que aconteceu foi uma fatalidade e que o adolescente não estava pilotando o Jet Sky. Ainda não é possível afirmar como exatamente o acidente aconteceu, se o jovem pilotava ou havia apenas ligado o veiculo, e nem se havia outro adolescente na garupa, conforme relataram algumas testemunhas.

O caso

Grazielly Almeida Lames, de três anos, morreu após ser atropelada por um jet ski na praia de Guaratuba, em Bertioga. A menina, que estava no mar pela primeira vez, brincava na areia com a mãe quando foi atingida na cabeça pelo veículo em alta velocidade, dirigido por um adolescente de 14 anos. A criança chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

De acordo com a polícia, o jovem abandonou o jet sky e fugiu com o pai. A família do acusado teria saído de helicóptero da casa em que estavam e quando a polícia chegou ao local, estava vazio. De acordo com a defesa do adolescente, ele estava com um amigo quando “por curiosidade” ligou o jet ski. “Ao acionar o jet ski ele caiu e o jet ski se projetou, indo embora para praia, pegando a menininha”, afirmou o advogado.